Para você

Últimas Notícias e artigos

Capri Online Nº 54

27 de Agosto de 2020

O Corrupião

 

ICTERUS JAMACAII

O Corrupião é uma das mais apreciadas aves de gaiola pertencentes à família dos Icterídeos; conhecido e apreciado no Brasil, não só pelo seu canto que é belo e estranho, como pela beleza de sua plumagem, é de colorido vivo, onde o preto se alterna com o amarelo-alaranjado e o branco;

na cabeça possui uma máscara preta que alcança parte do peito; a porção ventral é amarelo -alaranjada e se estende até o início da cauda. Na nuca possui uma mancha alaranjada. As asas são pretas havendo em cada lado dispostas no sentido longitudinal manchas brancas de regular tamanho. Abaixo das asas, na porção dorsal, a cor é amarelo-alaranjado como no ventre. Os olhos são grandes e vivos. A íris é cor preta contornada por um círculo amarelo. O bico é longo, pontiagudo e de cor escuta. As unhas são escuras; as pernas e os dedos são acinzentados.

Na natureza se nutre de intersetos e de frutas; é, porém, um, frugívoro por excelência.

Facilmente, se amansa em cativeiros podendo mesmo sair da gaiola e se manter pousado na mão do tratador. O bom Corrupião é aquele que tendo bom canto nativo é manso e agressivo nas horas certas. É indispensável que não seja um espécime frio.

Facilmente aprende a imitar o canto de outras aves, ou outras melodias que se lhe ensine. Há Corrupiões que assobiam com perfeição estrofes do Hino Nacional.

Praticamente inexiste o dimorfismo sexual. Tanto se assemelham as fêmeas e os machos que alguns creem que ambos são capazes das mesmas proezas de canto.

Sua disseminação se verifica numa grande região que vai de Minas Gerais até o Maranhão e é em especial encontrado nas regiões norte e nordeste do brasil.

É tão apreciado e difundido o gosto por esta ave que em Buenos Aires tivemos a oportunidade de vê-la em casa de ornitófilos que quando não as chamavam de Corrupião, as apelidavam de Turpial.

Alguns Ornitólogos chamam a esta ave de Xanthornus jamacaii (gr.: xanthos, amarelo) e, outros de Icterus jamacaii (gr.: ikterus, amarelo) numa mesma tentativa de através de diferentes nomes científicos poderem identificar a sua cor mais característica. O nome mais comumente usado, é o de Icterus jamacaii.
Há alguma controvérsia, como não poderia deixar de ser, no que diz respeito ao número de espécimes e subespécies existentes. Alguns autores, e entre estes estão J. D. Frisch e Olivério Pinto, acreditam somente na existência de duas espécimes distintas, as quais, tendo muito pequena diferença nas marcações do colorido são apenas identificáveis por conhecedores espertos. Uma destas espécies seria a Icterus jamacaii, já descrita acima, e, a outra, seria a Icterus croconotus, mais comum em Mato Grosso onde recebe o nome popular de João Pinto.

Como já dissemos são muito parecidas estas duas espécies no que diz respeito à coloração; quando ao canto, o conhecido Corrupião, também chamado de Sofrê e de Concriz, tem notas mais longas e repetidas, ao contrário do João Pinto que apresenta canto de notas mais curtas.

 

Fonte: Revista Passarinheiros & Cia Ed. 113

 

TOPETES

 

O charme

Foto: Wikipedia

Muitas aves possuem topete, alguns para uma identificação, alguns tem um topetinho pequeno como o Cornutus, ou um topete maior como o Cardeal ou ainda aquele que só o macho apresenta na hora do display, o Tico Tico, ou o Tico Tico Rei, todo vermelho, etc. Nos Psitacídeos as Cacatuas são as campeãs, apes​ar de serem na maioria dos casos, todos iguais dentro da sua espécie, tem alguns que tem um chame no topete, pelas cores, como a Cacatua Inka. Nos Canários também há diversas raças com topetes, até uma chama “Topete Alemão”, são de diversas formas, e redonda ou circular é a maioria deles, sendo o mais famoso o Gloster. Nos Periquitos também onde incluem diversas Pombas.
Enfim, muita ssão as aves que tem topete, de diversos gêneros, mas vamos falar de uma ave onde o topete faz uma diferença na decisão de um campeonato: são as Calopsitas, uma ave com um topete grande que chama a atenção e esta é uma ave onde este quesito é trabalhado, é importante e conta ponto.

O filhote de Calopsita já mostra se veio com belo topete, muitas vezes ainda do tamanho de uma mão, ainda nem todo empenado, já se vê a característica do topete.

O topete deve ser sempre imponente, com bela forma e que apareça volume com muitas penas, é uma característica de grande pontuação e de beleza admirável. Nas Calopsitas, quando for uma ave de criação técnica, para competir, o topete, tamanho de Bochecha e porte são quesitos tão importantes como a definição da cor, ou a característica de cor vale a mesma pontuação! Por isso, a criação técnica de Calopsitas é tão seletiva, e devem ser sempre observadas estas características.

 

Fonte: Revista Pássaros 113

Nossos Projetos

WhatsApp